Segunda sem carne: e por que não?

segunda sem carne
É na segunda-feira que começamos uma dieta, damos o pontapé inicial naquele novo projeto e tomamos decisões importantes que irão refletir no restante da semana. Nada melhor, então, do que iniciar uma semana ampliando os horizontes e descobrindo novos sabores.

Mesmo em lares de pessoas não vegetarianas, iniciar a semana sem o consumo de qualquer tipo de carne já faz parte da rotina. A chamada Segunda Sem Carne foi uma iniciativa que surgiu no Brasil em meados de 2009, promovida pela Sociedade Vegetariana Brasileira em parceria com a Prefeitura de São Paulo, mas que graças ao sucesso da campanha, estendeu-se rapidamente para todas as regiões do País. A ideia é simples até para aqueles que não passam sequer um dia da semana sem a carne no cardápio. Ela visa conscientizar a respeito do impacto que a utilização de produtos de origem animal causam ao meio ambiente e à saúde.

Se você passar pelo menos um dia da semana sem ingerir carnes vermelha ou branca, laticínios e ovos, menos recursos naturais serão desperdiçados, haverá menor desperdício de água, reduzindo também a emissão de gases de efeito estufa. Já imaginou que passar apenas um diazinho sem comer carne pode causar tudo isso? E se, além de você, sua família aderir? E seus amigos? Num plano bem menor, a saúde de quem deixa de consumir carne também agradece. Estudos mostram que o alimento faz mal se ingerido todos os dias, principalmente em excesso, aumentando a propensão à doenças cardiovasculares e até diferentes tipos de câncer.

Não à toa a segunda-feira foi a escolhida para essa iniciativa. É que nos finais de semana geralmente as pessoas estão mais propícias a consumirem alimentos mais gordurosos e com muito mais sal, até mesmo saindo de sua dieta habitual. Aqui no Sul principalmente, já que no domingo o churrasco é sagrado na maioria dos lares.

A minha dica para aqueles que não se imaginam passando um dia sem carne, é a substituir por alimentos que até se parecem pelo seu aspecto, como proteína de soja, berinjela, cogumelos, entre outros. Além disso, receitas não faltam na internet para quem busca algo diferente no prato. Atualmente, também é fácil de encontrar nos supermercados linhas de produtos como hambúrgueres, salsichas e bifes vegetais. Então não há desculpa!

Falando nisso, em 17/03/2017, a Polícia Federal deflagrou a maior operação de sua história. A Operação ‘Carne Fraca’ apurou um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular dos maiores frigoríficos do Brasil, donos das marcas Sadia e Perdigão (frigorífico BRF), além da Seara e Friboi (JBS), que assim podiam usar produtos sem qualidade e nocivos em suas fabricações. Talvez essa seja mesmo a hora de dar uma repensada em nossos hábitos alimentares.

Vamos tentar?

Fontes [1][2][3]
Por Bruna de Bem


seta_left seta_right

Quer mais conteudo sobre sustentabilidade
participe_deixando_comentarios