10 Aves em Perfeita Harmonia com seu Habitat

Coruja Chiadora Oriental (Megascops Asio)
Predadoras ou presas, as aves possuem várias táticas para sobreviver, mas talvez a mais impressionante e bela seja a sua capacidade de camuflagem em seu habitat. A arte de se misturar e ficar praticamente invisível!
Confira 10 aves em momentos de perfeita harmonia com a natureza.

#1 Coruja chiadora oriental

[Imagem]

Nome Científico: Megascops asio
Habitat: Florestas Mistas e Matas Ciliares no Leste da América do Norte, do México ao Canadá.

A Coruja chiadora oriental mede entre 16 e 25 cm e faz seus ninhos em troncos de árvores velhos. Possui hábitos noturnos, como a maioria das corujas, saindo quando o sol está se pondo para ir à caça de pequenos roedores e pássaros.

Usa sua capacidade de camuflagem para se proteger contra os predadores durante o dia. Tem seu habitat ameaçado pelo homem, pois muitas das árvores ocas onde constroem seus ninhos são destruídas para a construção de parques urbanos e áreas residenciais.

#2 Urutau – Mãe da Lua

[Imagem]

Nome Científico: Nyctibius griseus
Habitat: Bordas de florestas, campos com árvores e cerrados no Brasil, Costa Rica à Bolívia, Argentina e Uruguai.

O Urutau comum mede cerca de 37 cm de comprimento e possui 80 cm de envergadura, pesando entre 160 e 200 g. Alimenta-se, em especial de grandes mariposas, cupins e besouros. Coloca seus ovos em cavidades de tocos ou galhos. Existem pelo menos 5 espécies de Urutau no Brasil.

Por causa de suas penas, é facilmente confundido com um galho. Na Amazônia existe a crença de que as penas da cauda do Urutau protegem a castidade, por isso as mães confeccionam vassouras e varrem debaixo das redes onde ficam suas filhas.

#3 Lagópode escocês

[Imagem]

Nome Científico: Lagopus lagopus
Habitat: Florestas do norte da Europa, Escandinávia, Sibéria, Alasca e norte do Canadá, em particular nas províncias de Terra Nova e Labrador.

O Lagópode-escocês mede entre 35 a 44 cm com uma envergadura que varia de 60 a 65 cm, pesando de 430 a 810 gramas.

Na maior parte de sua vida alimenta-se de vegetais como folhas e brotos, porém quando jovem pode se alimentar de pequenos insetos devido a uma incapacidade de digerir material vegetal. Geralmente coloca seus ovos na beira de uma clareira.

#4 Coruja lapônica

[Imagem]

Nome Científico: Strix nebulosa
Habitat: Florestas distribuídas em todo o Hemisfério Norte.

A Coruja lapônica mede em média 72 cm de comprimento, envergadura de 142 cm, peso em torno de 1,2 kg para as fêmeas e em média de 67 cm de comprimento, envergadura de 140 cm, peso em torno de 1 kg para os machos. Alimenta-se principalmente de roedores, mas como alternativa pode também alimenta-se de outras pequenas aves.

Ela não constrói ninhos, por isso normalmente usa ninhos deixados por um grande pássaro, como uma ave de rapina ou coloca seus ovos em cavidades de árvores de grande porte. Devido ao seu grande tamanho, possui poucos predadores naturais, sendo o mais conhecido a coruja Bufo real (Bubo bubo).

#5 Papagaio coroado azul

[Imagem]

Nome Científico: Loriculus galgulus
Habitat: Florestas da Tailândia ao Bornéu.

O Papagaio coroado azul mede em média 13 cm. Sua dieta inclui flores, brotos, frutas, nozes e sementes. Constroem seu ninho em cavidades de árvores, a fêmea incuba os ovos durante 20 dias e os filhotes deixam o ninho cerca de 33 dias a partir da eclosão.

#6 Agachadeira mirim

[Imagem]

Nome Científico: Thinocorus rumicivorus
Habitat: Planícies vastas e abertas com capim baixo em abundância, terras cultivadas, montanhas e dunas ao sul do Equador, costa oeste do Peru, Bolívia e quase toda Argentina e Chile.

A Agachadeira-mirim mede em média 18 cm. O macho possui uma mancha preta no peito, lembrando o desenho de uma “âncora”. Já na fêmea, além de faltar o cinza na cabeça, nuca e lateral da face, a mancha é menos pronunciada e mais estreita. Possuem pernas curtas e seu voo pode lembrar o da narceja.

#7 Periquito dos tepuis

[Imagem]

Nome Científico: Nannopsittaca panychlora
Habitat: Florestas tropicais úmidas montanhosas, ao redor dos tepuis no Leste da Venezuela, oeste da Guiana e possivelmente no Brasil. Endêmica da região do Monte Roraima.

O Periquito dos tepuis mede de 14 a 15,7 cm. Sua plumagem é predominantemente verde com a barriga amarelada. Tem as bordas das asas amarelas e no fundo é azul claro.

#8 Falcão gerifalte

Falcão Gerifalte (Falco Rusticolus)

[Imagem]

Nome Científico: Falco rusticolus
Habitat: Montanhas, costas e ilhas da América do Norte, Europa e Ásia.

O Falcão-gerifalte é um dos maiores falcões do mundo mede mais de 60 cm de altura e pesa aproximadamente 1,6 kg. Ele se alimenta de outras aves e pequenos mamíferos.

A cor de suas penas varia de cinzento a branco sendo que nos filhotes a penugem é marrom.

#9 Bacurau norte-americano

[Imagem]

Nome Científico: Chordeiles minor
Habitat: Áreas semi-abertas, bordas de florestas, cerradões, capoeiras e carrascais na América do Norte.

O Bacural-norte-americano mede de 22 a 24 cm de comprimento e pesa de 65 a 98 gramas. Alimenta-se basicamente de insetos, conseguindo capturá-los durante o voo. Constroem seu ninho em regiões de florestas com afloramentos rochosos expansivos, em clareiras, em áreas queimadas ou em pequenos trechos de cascalho.

No verão, costuma migrar em grandes bandos da América do Norte até a América do Sul, podendo ser encontrado em quase todo o continente, nos meses de setembro a fevereiro, principalmente no cerrado brasileiro.

#10 Saí azul (Fêmea)

[Imagem]

Nome Científico: Dacnis cayana
Habitat: Bordas de florestas, capoeiras arbóreas, campos com árvores esparsas, florestas secas e de galeria, no Brasil, Honduras, Panamá e em quase todos os países da América do Sul, com exceção do Chile e Uruguai.

Mede aproximadamente 13 cm de comprimento e pesa em média 16 gramas. Alimenta-se de néctar, insetos e frutas. Constroem seu ninho na forma de uma taça utilizando fibras finas nas folhas externas de uma árvore. Diferente da fêmea, o macho é azul e negro, com as pernas vermelho-claras.

Referências [1] [2]
Por Equipe HypeVerde

seta_left seta_right